+ CONTACTO RESOLVE  253 088 016

Dias úteis das 09h30 às 18h30

Fevereiro 19, 2021

Prestações da casa descem já em Fevereiro

Se tiver contrato indexado à taxa Euribor a três e a seis meses, então há boas notícias para si. Na modalidade mais comum em Portugal – a seis meses –, a mensalidade que paga ao banco pode descer mais de 12 euros.

O crédito à habitação é uma das despesas que mais sobrecarrega o orçamento das famílias portuguesas e, por esse motivo, sempre que há uma descida neste encargo há um maior alívio nas contas ao fim do mês.

É o que acontece a partir de fevereiro, uma vez que a prestação que o cliente paga mensalmente ao banco vai registar uma quebra relevante, desde que o seu contrato esteja indexado à taxa Euribor, nas variantes de três e seis meses.

A maior descida é na modalidade mais usada no nosso país (6 meses) com os valores mensais a caírem mais de 12 euros, enquanto na variante de três meses a prestação mensal ficará cerca de 2,5 euros mais barata.

As taxas Euribor são o principal indexante, em Portugal, nos contratos bancários que financiam a compra de casa. A descida na prestação só foi possível porque as taxas Euribor estão em terreno negativo desde 2015, havendo a expectativa de que se mantenham negativas ou perto de 0% nos próximos anos devido sobretudo à política de estímulos monetários do Banco Central Europeu (BCE).

Tudo isso tem impacto positivo nos créditos bancários, que apresentam agora condições bastante acessíveis e continuarão a estes níveis nos tempos mais próximos. Poderá também aproveitar essa fase positiva para renegociar ou consolidar os seus créditos, recorrendo à equipa da Atual Resolve, o seu parceiro financeiro que o vai ajudar a poupar centenas ou mesmo milhares de euros anualmente.

× Como podemos ajudar?